quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Erosão Vs Meteorização - Distinção de Conceitos

As observações efectuadas em afloramentos rochosos e em construções realizadas pelo Homem levam-nos a concluir que mesmo a rocha mais resistente e compacta acaba por ceder e por se alterar no decorrer dos tempos. Este fenómeno ocorre porque as rochas quando expostas na superfície terrestre, são continuamente alteradas por diversos fenómenos ambientais.

A meteorização é um conjunto de fenómenos que leva a alterações das caracteristicas iniciais de uma rocha, por acção de processos físicos e químicos que ocorrem na superfície terrestre. De forma geral, a meteorização ocorre com uma lentidão extraordinária e a duração da vida humana não é suficiente longa para que se consiga acompnhar e observar este fenómeno, na Natureza.

Primeiro é necessário distinguir os conceitos de erosão e de meteorização. Os processos de meteorização alteram as características das rochas enquanto que a erosão diz respeito ao conjunto de processos físicos que são responsáveis pela remoção dos materiais resultantes da meteorização. A meteorização ajuda a fragmentar as rochas em pequenas porções, que, posteriormente, serão erodidas.

As rochas quando sujeitas a alterações das suas características, podem ser meteorizadas de duas formas distintas: física e químicamente.

A meteorização física inclui diversos processos que fragmentam a rocha em detritos cada vez mais pequenos sem que, no entanto, se verifiquem alterações químicas que provoquem uma mudança na sua composição. De alguns dos principais agentes de meteorização física destacam-se a acção da água, a crioclastia, haloclastia, acção dos seres vivos, termoclastia, entre outos. (Os agentes de meteorização física vão ser abordados detalhadamente mais à frente).

A meteorização química transforma os minerais das rochas em novos produtos químicos e a sua acção é tanto mais intensa e facilitada quanto maior for o estado de desagregação física das rochas.  Este tipo de meteorização é mais frequente em regiões quentes e húmidas, nas quais a temperatura tem um papel fundamental na velocidade e na dinâmica das reacções químicas que ocorrem. (Os processos químicos que ocorrem mais frequentemente vão ser abordados detalhadamente mais à frente.

Também os principais agentes erosivos e as suas acções serão analisadas detalhadamente nos próximos posts.




3 comentários:

  1. Utilizei o seu blogue para me informar em plena aula . agradecida . beijos e abraços

    ResponderEliminar
  2. Belo esclarecimento sobre a meteorização e a erosão

    ResponderEliminar